Até hj naao sei pq fiz isso kkkkk serio… =]
Dexter Fênix

A fúria negra ressuscita outra vez
Dexter a fúria, Dexter a fúria
A fúria negra ressuscita outra vez
Dexter a fúria chegando pra rebento
A fúria negra ressuscita outra vez
Dexter a fúria, Dexter a fúria
A fúria negra ressuscita outra vez
Dexter a fúria chegando pra rebento

Você se divertia enquanto eu amargava
O gosto do fel, da dor, da raiva
Passei dificuldades até umas horas e você
Cadê, sumiu foi para um outro rolê
De segunda a segunda diversão de montão
(Oh e o Dexter mano?)
Haha tá na prisão
Amigo né, sei tô ligado
Falar é fácil já diz o ditado
Você nem ao menos ligou pra minha esposa pra saber
Se eu estava bem ou estava pra morrer
Agora vem dizer que gosta de mim
Que torce por mim, que ora por mim
É o fim, aqui ninguém é bobo doidão
Não precisa se preocupar, tô legal, tô firmão
Bem ou mal, coisa e tal, sobrevivi
Como Fênix renasci
Sou guerreiro de fé e por Deus abençoado
Lutei bravamente, fui coroado
Bem aventurado é aquele que crê
Na força divina, no seu poder
A fé na vitória tem que ser inabalável
E a fé do preto aqui é incontestável
Quantas vezes em meses chorei
Lágrimas de solidão derramei
Pensei em desistir, não prosseguir, e parar
Mas não Deus me deu força pra continuar
O sofrimento também é uma escola
Glória ao pai pela vitória

A fúria negra ressuscita outra vez
Dexter a fúria, Dexter a fúria
A fúria negra ressuscita outra vez
Dexter a fúria chegando pra rebento
A fúria negra ressuscita outra vez
Dexter a fúria, Dexter a fúria
A fúria negra ressuscita outra vez
Dexter a fúria chegando pra rebento


6 meses em Bernades me fez entender
Que o pior cego é o que não quer ver
Mas eu vi e percebi, descobri quem é quem
Hoje sei quem chegou quando precisei
Tive que assassinar um leão por dia
Tive que sorrir sem sentir alegria
Pra esconder a tristeza parceiro
Nem todo preso é um confidente verdadeiro
Ninguém carrega emblema dizendo que é esquema
Nessas horas cada um com seus problemas
Durante certo tempo me tornei um cara amargo né?
Decepção ao extremo faz estrago
Mas o tempo passa e ele é professor
Te ensina a ignorar o rancor
Demorou, já é, eu tô na correria
Deus que me guia no dia-a-dia com sabedoria
Mas quem diria o anjo renasceu
Você pagou pra ver apostou e perdeu
Minha estrela só Deus tem o poder de apagar
E mais o brilho é natural e eficaz
Te faz amaldiçoar e fraquejar
Pois é no meu lugar que você queria estar
Sem chance, revanche é fora de cogitação
Você falhou então promessas em vão
E eu na condição desfavorável sofri
Mas valeu, me fortaleceu, renasci
o sofrimento também é uma escola
Glória ao pai pela vitória

A fúria negra ressuscita outra vez
Dexter a fúria, Dexter a fúria
A fúria negra ressuscita outra vez
Dexter a fúria chegando pra rebento
A fúria negra ressuscita outra vez
Dexter a fúria, Dexter a fúria
A fúria negra ressuscita outra vez
Dexter a fúria chegando pra rebento


De vez em quando, lembrando, eu me pego pensando
O quanto foi difícil e fico analisando
Só Deus, só mesmo Deus para te fortalecer
Te guiar, te orientar, te fazer vencer
Ver e crer que ter fé é necessário
Ei você Ateu me prove o contrário
Me lembro de umas cartas a Patrícia me falando
Amor o vencimento do aluguel tá chegando
E dessa vez a minha mãe não está podendo ajudar
Ela também tem as contas dela pra pagar
Tô muito preocupada, já não sei o que fazer
Tem hora que parece que vou enlouquecer
Quer saber já não tenho mais dinheiro pra nada
Esse mês não paguei a luz, nem a água
Só Deus pra saber quando eu vou te visitar
Fui ver aquele trampo mas tenho que aguardar
Vê só eu tô correndo fica sossegada
Deus é maior e tá do nosso lado
A gente vai conseguir você vai ver
Olha não esquece eu amo você
Receber as más notícias me deixava triste
Mas um combatente não se entrega resiste
Orei, alimentei fé e esperança
Eu sabia que um dia viria a bonança
Se não há bem que dure para sempre parceiro
O mal se ajoelha diante de um bom guerreiro
O sofrimento também é uma escola
Glória ao pai pela vitória

2X
A fúria negra ressuscita outra vez
Dexter a fúria, Dexter a fúria
A fúria negra ressuscita outra vez
Dexter a fúria chegando pra rebento
A fúria negra ressuscita outra vez
Dexter a fúria, Dexter a fúria
A fúria negra ressuscita outra vez
Dexter a fúria chegando pra rebento (8)

Vai Maario seu noia de cogumelos!!! auahuahu

Vai Maario seu noia de cogumelos!!! auahuahu

kkkkkkkkkk

kkkkkkkkkk

Desisto hauhauhau

deixa pra outro dia =]

To sem net hauhauahuah…

Telelefonica foda vai em casa pra paciar e nem arruma nada hauhauhua foda isso!!!

Sim pra ti e pra todos =]

Sim pra ti e pra todos =]

General

Não sou soldado dessa corporação não faço parte desse pelotão
Meu comandante é mandante da paz seu nome é general nada mais
Não sou soldado dessa corporação não faço parte desse batalhão
Meu comandante é mandante da paz seu nome é general nada mais

Sua revolução não é armada é pacífica
A sua revolta revolta pela estatística
É guerrilheiro da República do Brasil
Mas seu exército não dá tiro de fuzil
Mas tá tá tá tá na hora de mostrar
E tentar arranjar um jeito novo de lutar
Essa é a situação miséria e opressão
Vontade e coragem sua munição
General é prisioneiro há mais de um ano e meio
Enxertaram o bagulho nele eu vi
Qual é seu paradeiro seu nome verdadeiro
Amigo estamos aqui

Aonde andas mi general
Alguém me diga por favor
Aonde andarás mi general
Acabe com esse terror

Soldado do povo querido por todos
Odiado só pelos grandão aqui da área
Pátria amada amada mas só que atualmente anda triste pracaralho
A escola e o trabalho acabou
Quem tava dormindo se fudeu e não ganhou
Vamos resgatar mister general
Pra acabar com esse terrorismo cultural
E por um fim nesse racismo social
Sou sobrevivente dessa guerra injusta
A verdadeira verdade sabe quanto custa
A água acabou e o homem se vendeu
Em 2020 general desapareceu
Campo de concentração sequestro ação
Hei! Amigo eis a missão

(Black Alien)
Ãnnnnnn cadê meu general cadê meu general cadê?
Cadê meu general? Cadê meu general? Uoou!
O ano 2000 tá aí e a morte tá na moda
E o Superman tá de cadeira de roda
Ultramen e Black Alien traz a profecia como Damien
A Terra é o palco da guerra entre o inferno e o céu
A luz e a escuridão Caim Abel bou!

O pastor vive dizendo que o culpado e Satanas
Que que eu tenhoa ver com isso eu não fiz nada de
mais
Mais deixa isso pra lá, vam pra cá o que que tem
Vou chamar um chegado que faz Rap também
Ele é meu camarada mais não bate bem da telha
Apresento a vocês o Bandido da Luz Vermelha.

64 Linhas!!!

Nós fazemos parte de um corpo só,
Chamado rap, e então nao vem querer julgar qual dos braços é o melhor,
Cada braço tem sua importância, seu jeito de ajudar,
Cê pode pá que eu vim ser mais um braço e só.

Cada um fazendo a sua parte,
Sem discussão, sem divisão, pela multiplicação da arte,
Já vi moleques de internet atacando alguns dos irmão,
Mas dentro de um portão qualquer chiaua late!
Não carrego todas verdades do mundo (não)
Por isso eu ouço memo cada vagabundo,
Que nem eu, muita gente se perdeu, quanda a grana apareceu,
Quando a fama apareceu, só eu to vendo isso?

Ainda boto minha calça de moletom, ligeiro
Desço o lauzane comprimentando os pipero,
Thiago pelo meu pai, projota pelos parceiro,
Neguinho pelos policia e mc pelos guerreiro.

Mesmo sem ter varios calos na mão,
Sou um trabalhador que calejou mais a mente e o coração,
Pois uns atiram elogios, outros nos atiram pedras,
Mas me diz ai oque um cara ganharia com a minha queda?

Ainda não percebeu que eu não te acorrentei,
Se tu ta ouvindo meu rap é que você memo deu o play,
E se o rap é pela união, e eu luto pela união, porque me ataca irmao?
E diga, quando que eu te ataquei?
Mas quem tem, entende a verdadeira vontade,
Que eu carrego no peito a derradeira verdade
De levar minha mensagem a todos os cantos da cidade,
Pra todas as raças se unirem numa só pluralidade.
Humanidade? eu não vejo mais isso hoje em dia,
Até no rap ja não é mais como acontecia,
Oque você faria, vendo seus irmãos se atacando gastando seu dom,
Pra dividir oque não se dividia?!
Aqui falo de luta, aqui falo de dor,
Aqui falo de vida, aqui falo de amor,
Aqui falo do homem falo do senhor,
E falo da guerra só o suficiente pra que ela acabe!

O rap não tem um dono? a gente sabe!
E ele é grande o bastante, a gente cabe!
Nossos mestres construiram essa cultura,
Agora, o mínimo é a gente fazer com que a estrutura não desabe!

Só quero dar pra minha véia uma condição,
De comprar uma geladeira que combine com o fogão,
Ter um vira-lata que busque o jornal lá no portão,
Ir no estádio ver o meu time ganhando o brasileirão!

Nossas missões são tão pequenas, pelo amor,
Pra ter que ver alguém botando em pauta o meu valor,
Já to cansado, mas a minha missão é bem maior,
Se eles querem meu sangue, eu dou, misturado com o meu suor!

Eu não sou pior, eu não sou melhor de forma alguma,
Mas razões pra alguém me atacar? eu ainda não enxerguei nenhuma!
Por esses eu não choro, não me apavoro,
Por quem me ataca, em vez de atacar de volta, eu oro!

Todo apóstulo que pregou a palavra do divino,
Foi caçado, escurraçado e teve a morte como destino,
Todo mc é um apóstulo em potencial,
E tem que conviver com ódio com amor até o final.

Eu canto em direção ao vento, escuta quem quiser,
Quem vive o mesmo sentimento, homem ou mulher
Daqui da laje eu boto a pipa pra subir,
Desejando que só tivesse alguem querendo me cortar aqui,
Faço 64 linhas no meu rap, sei que é ruim de decorar,
Mas é necessario de escutar!
Nossa voz nunca vai ser calada pode pá,
To rumo ao topo, é noiz familia, encontro com voces por lá!